Sobre o IECT

Como Nasceu o IECT – Instituto de Etica e Comportamento no Transito.

Em março de 2010, a Assembleia Geral das Nações Unidas proclamou 2011-2020 como a Década de Ação para a Segurança Rodoviária, com uma meta global de estabilização e, em seguida, reduzindo o nível previsto de mortes nas estradas globais por atividades realizadas aos níveis nacional, regional e global crescente.

A colaboração das Nações Unidas para a Segurança Rodoviária foi estabelecido como um follow-up para a Assembleia Geral reconhecer a necessidade de uma resposta multi-setorial e coordenação entre as rganizações, governos, ONGs, fundações e entidades internacionais do setor privado para coordenar respostas eficazes.

Devido à necessidade de uma ONG  para respaldar os trabalhos e esforços para melhorar a Segurança Rodoviária  no Brasil, representando a Sociedade civil brasileira .

Em 2011 uma  comissão de Pessoas interessadas no assunto, constituíram uma comissão com objetivo de fundar uma ONG ( Organização Não Governamental)  para desenvolver Estudos, pesquisar, trabalhos com intuito de  melhorar a segurança rodoviária no Brasil.

Derli Valadares da Rocha - Atual Presidente do Instituto de Ética e Comportamento no Trânsito

Derli Valadares da Rocha – Atual Presidente do Instituto de Ética e Comportamento no Trânsito

Foi constituída uma comissão pró-fundação do IECT – Instituto de Etica e Comportamento no Transito, reunidos na cidade de São Paulo, depois de alguns encontros e diversas conversas, chegaram à conclusão de que deveriam fundar esta conceituada instituição tendo como parâmetro fundamental   “ O comportamento humano e a  Valorização da vida”  de acordo com a resolução 64/2010 de 02 de Março de 2010 da ONU(Organização das Nações Unidas) é  a década da Ação “Reduzir pela metade o numero de vitimas de acidentes de transito no Mundo”  colaboração das Nações Unidas para a Segurança Rodoviária.

Estamos trabalhando junto a governos (Municipal, Estadual e Federal) e a sociedade civil desenvolvendo nossos esforços e trabalhos para melhoria da Segurança Rodoviária.

Rumo ao Objetivo de o “ Brasil reduzir pela metade o numero de vitimas de acidentes de transito ate 2020”, tendo uma sociedade mais saudável e com menos pessoas se tornando vitimas de acidentes de trânsito.

Para alcançarmos nossos objetivos iniciamos nossos trabalhos conversando com pessoas e entidades próximas: SINTEASP,SINTRAADETE,COBRATE,DETRAN,CET,FETRAADETE,CONTRACS   entre outras organizações  da sociedade Civil.

Em 21 de Maio de 2011 se deu a Fundação do IECT-Instituto de Ética e Comportamento no Transito

E no dia 07 de Julho de 2011 o Registro, Oficialmente estava Constituído o IECT pessoa Jurídica de direito privado sem fins lucrativos e com tempo de duração indeterminado.

Trabalhando inicialmente para o reconhecimento da entidade e divulgando nossa causa, fomos aprofundando nas necessidades que o setor vem exigindo, temos deficiências de toda natureza neste setor de transportes e sobretudo no que diz respeito a Qualificação de trabalhadores profissionais envolvidos.

Trabalhando com Cursos que visam melhorar a Qualificação dos trabalhadores envolvidos no sistema de transportes do País .

Uma das atividades de contribuirmos para a melhoria da Segurança Rodoviária no Brasil com objetivo de termos uma sociedade com mais saúde e menor numero de vitimas de acidentes de trânsito em nosso país e evitar sofrimento de famílias.

Em 2014 reconhecendo os trabalhos desenvolvidos pelo IECT – Instituto de Ética e Comportamento no Transito em prol da segurança rodoviária  a “Global Alliance” que é o órgão da ONU “Organização das Nações Unidas” para a  colaboração das Nações Unidas para a Segurança Rodoviária, nos agraciou com a filiação do IECT .

Continuamos a desenvolver nossos trabalhos que tem três pilares fundamentais,

  • Advocacia
  • Educação
  • Investigação cientifica

Continuamos a advogar em prol da segurança rodoviária em nossos Meetings, nas atividades com a população e em reuniões com grupos.

A Educação com cursos que visam melhorar a qualificação das pessoas envolvidas com a segurança rodoviária.

O desenvolvimento da  Investigação cientifica com pesquisas, artigos, matérias , Estudos Técnicos e científicos.

As Prerrogativas do IECT

Para o seu desenvolvimento, o Instituto de Ética e Comportamento no Trânsito tem por finalidades, o desenvolvimento das seguintes propostas:

1. Promover o conhecimento e a divulgação dos direitos dos condutores de veículos e dos pedestres, estabelecido no Código de Trânsito Brasileiro.

2. Fiscalizar as ações dos Órgãos de Trânsito em conformidade ao Código de Trânsito Brasileiro.

3. Desenvolver, realizar, patrocinar e organizar, reuniões, cursos, palestras, seminários e oficinas que contribuam para o desenvolvimento do direito e da educação para o trânsito.

4. Promover ou ministrar cursos, por meio de material impresso, falado, eletrônico ou áudio – visual ou quaisquer outros meios de comunicação.

5. Promover eventos, atividades sociais, recreativas, esportivas, artísticas, educacionais e culturais.

6. Promoves estudos, pesquisas e ações quando ao temas: meio ambiente, ecologia e trânsito, e em qualquer outra área que seja de interesse publico.

7. Auxiliar na recolocação ao trabalho, promover estágios em parceria com Institutos de Ensino relacionados à educação de condutores, seus auxiliares e pedestres noa variados cursos.

8. Fiscalizar as ações dos órgãos relacionados ao meio ambiente, inclusive de quaisquer indústrias, buscando sempre a melhora do meio ambiente e qualidade de vida e, a diminuição da poluição em geral, conforme legislação especifica.

9. Realizar enquetes e levantamento de dados sobre o meio ambiente e, também, sobre trânsito.

10. Promover a fiscalização e educação dos condutores e pedestres, tanto quanto ao trânsito como sobre o meio ambiente.

11. Contratos e prestação de Serviços, Convênios com Entidades Governamentais e parceiros com Entidades Privadas, para a educação e segurança no trânsito.

12. Promover a parceria com montadores de veículos, autopeças, concessionárias e revendedoras, o desenvolvimento da segurança no trânsito e meios para preservação do meio ambiente.

13. Gerar propostas das leis para solucionar os problemas do trânsito e do meio ambiente.

14. Representar seus associados em ações administrações ou judiciais mediante procuração individual ou coletiva.

15. Pleitear junto ao Poder Público, Entidades Privadas ou, também, junto ao particular, recursos e verbas para que possa desenvolver suas atividades sociais, as quais se façam necessárias.

16. Criar e manter meio de comunicação e educação voltados ao trânsito ou meio ambiente tais como: Editoras, Canais de Televisão, Cinema, Rádios, Internet e outros meios de comunicação em massa qualquer.

17. Criar, manter conveniar com clinicas de saúde para reabilitação de vitimas no trânsito ou transporte.

18. Receber doações de pessoas físicas ou jurídicas públicas ou privadas.